Lockdown será prorrogado em Salvador e RMS até a próxima segunda-feira (8)

STF forma maioria para permitir que estados e municípios comprem vacinas
SIMM oferece 106 vagas de emprego nesta segunda

Avenida Sete, na altura da Praça da Piedade, um dos pontos mais movimentados da cidade, vazio durante lockdown (Foto: Nara Gentil/CORREIO).

O decreto que prevê o lockdown em Salvador e cidades da Região Metropolitana de Salvador será estendido até as 5h da da manhã de segunda-feira (8).

A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (2), após reunião entre o prefeito de Salvador, Bruno Reis (ver vídeo abaixo), com gestores municipais de Lauro de Freitas, Camaçari, Dias D’Ávila, Mata de São João e Simões Filho. O anúncio oficial deve ser feito pelo governador Rui Costa ainda hoje.

A informação do resultado da reunião foi confirmada pela prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, que participou do encontro. “O prefeito da capital também participou conosco da reunião e tanto ele quanto os outros prefeitos da RMS, todos foram unânimes em concordar com a manuteção desse decreto até segunda-feira. Estamos sofrendo com a proliferação dessa doença”, disse em entrevista à TV Bahia.

Moema informou ainda que a suspensão da venda de bebidas alcoólicas voltará a ocorrer às 17h da próxima sexta (5). Há ainda a possibilidade do serviço de delivery ser prolongado de 23h para 23h59. O detalhamento das medidas será informado oficialmente nas próximas horas, provavelmente na live promovida por Rui Costa às 18h30.

A prefeita disse ainda que o toque de recolher das 20h às 5h também será renovado. “Há uma grande possibilidade do toque de recolher permanecer para todo o estado, mas será mantido na RMS. A cada semana vamos fazer uma avaliação do que avançou, do que podemos fazer e o que será renovado. Vamos dar as decisões com antecedência para que todos se programem”, completou Moema.

58 pacientes aguardam leitos de UTI em Salvador
Em uma postagem nas redes sociais, às 16h, Reis comentou a decisão de prorrogar o lockdown e justificou dizendo que a situação nas unidades de saúde da capital é de pré-colapso.

“Infelizmente os números não cedem. Acabamos agora uma reunião com o governador e prefeitos da Região Metropolitana e, à unanimidade, decidimos prorrogar todas as medidas que estão em vigor. Portanto, estamos suspendendo todos os servidos não essenciais. Só irão continuar funcionando os serviços de natureza alimentícia e da área da saúde. Essas medidas valem até segunda-feira, 5 horas da manhã”, iniciou ele. Assista.

“Tomamos essa decisão com base no que estamos vendo: a dura realidade que nós, prefeitos, estamos enfrentando para gerenciar o nosso sistema de saúde. Hoje mesmo, em Salvador, acordamos com 96 pacientes aguardando leitos de UTI e de enfermaria, sendo que de UTI são 58. As nossas UPAs já estão lotadas, com pacientes nos corredores e nas macas, e nós tivemos que adotar essas medidas para evitar que um mal pior acontecesse em Salvador”, relatou o prefeito da capital, que terminou sua mensagem pedindo compreensão e apoio da população.

“Pelo amor de Deus, que respeitem as nossas medidas. Vamos utilizar máscaras. Só sair de casa se for necessário. Vamos fazer a higienização, ter todos os cuidados. Mais do que nunca, a cidade precisa do empenho de todos pra a gente vencer essa guerra”, concluiu.

COMMENTS