Força Sindical BA e demais Centrais realizam 1º de Maio com Atos e Ação Solidária

Presidente do Sintepav BA se licencia para concorrer às eleições 2020
Assembleia na Constremac debate demandas da categoria
Ministério da Economia pode voltar com o pagamento do auxílio emergencial

03 de maio de 2021
Assessoria de Comunicação Sintepav BA

 

Dirigentes e assessores sindicais do Sintepav BA participaram das atividades

A Força Sindical BA, CUT, CTB, UGT, CSP Conlutas e Nova Central, realizaram na Bahia programação alusiva ao 1º de Maio – Dia Mundial dos Trabalhadores, marcada por atos simbólicos e ação solidária. As atividades, tiveram como bandeiras de lutas a vacina para todos; fortalecimento do Sistema Único de Saúde – SUS; auxílio emergencial de R$ 600,00; pelo direito à vida, defesa da democracia e #ForaBolsonaro.

Os atos iniciaram na sexta-feira (30), com a realização da Carreata Solidária e pela Vacina para Todos. As Centrais Sindicais e os sindicatos filiados percorreram as ruas do Vale do Canela até a Sede da Anvisa em Salvador com o objetivo de sensibilizar sobre a importância da vacinação para todos, além de arrecadar alimentos não perecíveis que serão doados as famílias que se encontram sem situação de vulnerabilidade social, devido à pandemia. Os líderes sindicais destacaram a importância de ações mais efetivas para ampliar a vacinação e combater a pandemia.

No sábado, dia 1º de Maio, data histórica e maior símbolo da luta dos trabalhadores, as Centrais Sindicais realizaram manifestação no Iguatemi e destacaram a gravidade da pandemia no Brasil, com mais de 400 mil mortes, reivindicaram o auxílio emergencial de R$ 600,00 e a vacina para todos.

Para o presidente da Força Sindical BA e vice-presidente do Sintepav BA, Emerson Gomes, os trabalhadores tem sofrido ataques aos seus direitos promovidos pelas reformas trabalhista e da previdência, além da reforma administrativa do setor público. De acordo com o sindicalista, o governo Bolsonaro desde o início da pandemia tenta flexibilizar a legislação trabalhista para dar mais poder aos patrões, por isso a importância da luta da classe trabalhadora contra a retirada das suas conquistas.

“Nós trabalhadores sabemos do nosso papel na sociedade, sabemos que através das nossas mãos construímos o país e possibilitamos o desenvolvimento econômico. Bolsonaro é culpado por essa crise econômica, devido a sua irresponsabilidade por não ter tratado as questões da covid-19 com seriedade e estamos pagando o preço de ter um presidente da república irresponsável.  Nós trabalhadores precisamos ter a certeza de que através da nossa luta é que conseguimos mudar e construir um país melhor. Através da unidade de todas as Centrais Sindicais estamos fazendo essa luta para mostrar a população brasileira que não deixaremos mexer em nossos direitos.”, destaca Emerson Gomes.

O presidente do Sintepav BA, IrailsonGazo, destaca as bandeiras de luta reivindicadas. “Nesse primeiro de maio nós da construção desejamos que os governantes tenham responsabilidade com toda a sociedade, intensificando o número de vacinas para que a gente consiga atender a todos, que também realizem investimentos públicos para a geração de emprego e renda. Também não podemos ter uma auxílio emergencial menor do que R$ 600,00 reais e essa é uma das bandeiras de luta que buscamos a todo momento, mas que intensificamos no primeiro de maio”, explica Gazo.

Durante a programação do 1º de Maio, também ocorreu a live das Centrais Sindicais, transmitida nas redes sociais das entidades com a participação dos sindicalistas e lideranças políticas e o Drive Thru solidário que arrecadou alimentos não perecíveis na UFBA em Ondina. Todas as atividades seguiram os protocolos de segurança para a prevenção da covid-19.

COMMENTS