Presidente do Sintepav BA lamenta fala do prefeito Bruno Reis contrária a vacinação dos trabalhadores da construção em Salvador

Bahia em Movimento #61 VLT do Subúrbio – Antigo trem do subúrbio começa a dar lugar a sistema moderno e eficiente.
CENTRAIS SINDICAIS FAZEM NESTA SEXTA NOVO ATO PELA VIDA, PELO EMPREGO E FORA BOLSONARO

29 de maio de 2021
Fonte: Sintepav Bahia

 

O presidente do Sintepav BA, Irailson Gazo, lamenta a fala do prefeito de Salvador Bruno Reis que declarou em entrevista concedida ao jornal Correio na sexta-feira (28), que não concorda com a inclusão de novos grupos profissionais no plano de imunização, ao anunciar que a capital baiana irá começar a vacinar os trabalhadores da indústria da construção civil.

O Sintepav BA destaca que conforme o Decreto (Federal) n.º 10.828, de 20 de março de 2020 – com redação atual dada pelo Decreto n.º 10.344/20 – a atividade da “construção civil” (gênero) foi considerada essencial, para os fins de enquadramento nas medidas de enfrentamento à pandemia COVID-19 definidas, em especial, na Lei n. º 13.979, de 06 de fevereiro de 2020. Por esse motivo, os trabalhadores do setor da construção permaneceram trabalhando e continuam realizando as atividades no período de pandemia.

No momento em que o país enfrenta a escassez de vacinas, devido a irresponsabilidade de Bolsonaro que optou em não comprar os imunizantes, a posição da prefeitura de Salvador deveria ser de exigir do Governo Federal medidas que garantam o aumento do ritmo de vacinação da população. A crítica do prefeito de Salvador, Bruno Reis, a imunização dos trabalhadores da construção, considerando que o critério etário é o que deveria ser seguido, é injusta com a categoria que permaneceu realizando atividades essenciais para o desenvolvimento de Salvador.

O Sintepav BA tem protocolado em todo o estado da Bahia requerimento para inclusão dos trabalhadores da construção pesada na lista das profissões com prioridade na vacinação contra o coronavírus e além de Salvador, permanecerá na luta para que os trabalhadores da construção pesada sejam vacinados em todo estado.

COMMENTS