A violência está cada dia mais presente em nosso cotidiano de uma forma que não dá mais para aguentar.

Centrais sindicais discutem alertam para o crescimento do assédio eleitoral

Todos os dias, somos bombardeados com notícias tristes de mortes, crimes de racismo, violência contra mulher, homofobia, guerras entre facções e outros milhares de crimes.

Foto Reprodução Instagram

Na mesma semana que o congolês Moïse Kabamgabe foi morto brutalmente na orla da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, jornalistas e repórteres cinematográficos de duas emissoras de televisão tiveram equipamentos quebrados por suspeitos de tráfico de drogas durante a cobertura de um assassinato no bairro de Águas Claras, aqui na nossa capital.


Equipamentos de jornalistas quebrados por suspeitos em Salvador — Foto: Redes sociais

Até quando vamos ter que aturar tantas barbaridades? Quantos mais de nós negros precisamos morrer para que autoridades tomem providências? Até quando vão tentar silenciar a imprensa? Não podemos deixar que a violência tome conta dos noticiários, das nossas famílias e da sociedade!
Está mais que na hora dos nossos governantes reagirem para acabar de vez com a impunidade e o medo que circulam em nosso país!

COMMENTS