Bahia tem 23 cidades com surto de dengue; veja quais são

Sintepav-BA participa da campanha da ICM por justiça climática

Mais de metade dos municípios baianos realizaram notificação para a doença neste ano

Por Maysa Polcri / Correio da Bahia

Ação contra mosquito da dengue em cemitérios Crédito: Jefferson Peixoto/Secom

A dengue, doença viral transmitida através do mosquito aedes aegypti, causa preocupação em todas as regiões do país. Na Bahia, a situação é ainda mais crítica em 23 cidades que enfrentam surto da doença, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Os municípios registraram mais de 100 casos de dengue para cada 100 mil habitantes.

São eles: Anagé, Belo Campo, Bonito, Botuporã, Brejões, Condeúba, Encruzilhada, Feira da Mata, Ibiassucê, Ibicoara, Ibitiara, Igaporã, Ipiaú, Iramaia, Irecê, Jacaraci, Matina, Morro do Chapéu, Mortugaba, Novo Horizonte, Piripá, Rodelas e Vitória da Conquista. Outras 20 localidades são consideradas áreas de alerta.

Para o virologista Gúbio Soares, o aumento de casos está relacionado à diminuição de campanhas de prevenção durante a pandemia da covid-19. “Os governos abandonaram as campanhas de combate à dengue e as pessoas relaxaram nos cuidados”, analisa.

Entre 31 de dezembro do ano passado e a última quarta-feira (14), foram registrados 6,3 mil casos prováveis da doença – o que representa um aumento de 4,8% em relação ao ano passado. Só em 2024, mais da metade (63%) dos municípios baianos realizaram notificação para o agravo. Foram 264 nos dois primeiros meses do ano.

A forma mais eficaz para evitar o vírus é combater o mosquito transmissor da doença, o que é feito através da eliminação de água parada. A vacina é uma aliada ao combate. Na semana passada, o estado recebeu 70.368 doses da vacina contra a dengue voltada para o público-alvo composto por crianças e adolescentes. Veja onde o imunizante está disponível gratuitamente em Salvador aqui.

Entre as ações de combate realizadas pela Secretaria de Saúde do Estado estão: novos veículos fumacê, distribuição de 12 mil kits para agentes de combate às endemias e intensificação de mutirões de limpeza. No sábado (17), houve uma reunião para a discussão de ações de combate à doença com a participação da ministra da Saúde Nísia Trindade e integrantes do governo estadual.

 

COMMENTS